Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O qu'eu aturo!

O qu'eu aturo!

Cães vs Bebés

Mais uma vez O Meu Cãotinho a dar ideias para publicações fofinhas.

Ter um cão em casa, ser ele o dono e destruidor da casa, ser o centro das atenções e de repente vem um bebé.

Contextualizando, tenho uma cadela de 5 anos, pesa 25kg e é um ser completamente louco. E tem uma paixão avassaladora/possessiva/obssessiva pelo dono.

Na rua as pessoas dizem:

"tanta energia, mas isso passa, quando crescer ela acalma" AHAHAHAHAHAHA

"ainda é novinha, lá para os 5 ela começa a acalmar" AHAHAHAHAHAHAHA

"quantos anos tem? 1?" AHAHAHAHAHAHAHAH

Amigos a minha cadela há-de ser velha caquética e há-de ser assim destravada e maluca.

A reacção dela durante a gravidez foi de desprezo, ela não queria saber de mim, nunca teve aquele momento fofinho que se vê nos vídeos por essa internet fora a colocar o focinho na barriga. Sempre que a tentava aproximar da barriga ela encolhia-se com medo. Foi tudo muito estranho para ela.

Quando o bebé nasceu, eu estive dia e meio fora de casa e quando voltei ela fez-me a recepção normal, sem grandes euforias. Ah voltaste, que bom!

Era o pai que carregava o ovo com o bebé, que deixámos na cozinha para ver a reacção dela. 

Muito assustada, aproximou-se do ovo, cheirou tudo, cheirou a cara do bebé e ficou por aí.

Enquanto ele foi recém-nascido, ela não lhe achava muita graça. Perdia a cabeça quando o dono pegava no bebé, destruiu duas camas dela de raiva, chateada. Uns ciúmes loucos, sempre que o dono dava atenção ao bebé.

Até que tudo mudou, ele deixou de ser recém-nascido, começou a interagir, a palrar, a mexer as mãos e ela começou a achar alguma piada.

Mexeu uma vez nos brinquedos dele, daqueles que fazem barulhos iguais aos dela, mas foi repreendida e nunca mais lhes tocou, podem estar a guinchar em frente ao focinho dela, que ela não quer saber. 

Aos 4 meses ele começou a comer as sopas e uma vez, mãe inexperiente esqueceu-se que a sopa tinha acabado, estava a fazer sopa e ele berrava de fome, chorava com razão deitado na espreguiçadeira e quando olho para o acalmar está a cadela sentada a lamber-lhe as lágrimas.

Não foi forçado, ninguém lhe pediu. Ela percebe melhor que eu os choros dele.

Se ele chorar com razão, seja por alguma dor, seja por fome ela fica aflita. 

Quando ele chora por birra, por estar chateado, ou porque sim, ela não liga, vai embora e deixa-o a chorar sozinho.

O bebé está praticamente com 8 meses e ela adora-o, fica amuada quando ele acorda e nós não a deixamos dar a lambidela na orelha de bom dia. 

Ela dorme no cadeirão ao lado da cama dele, cadeirão esse que servia para eu dar o leite e entretanto foi ficando no mesmo sítio, ela adoptou o cadeirão. Durante a noite basta o minímo barulho da parte dele que quando eu ligo a luz já está ela de focinho no ar a olhar para dentro do berço.

Ele já chama por ela, grunhe umas coisas, puxa-lhe as orlhas e torce-lhe as bochechas e ela lambe-lhe as orelhas.

Claro que tem ciúmes, quando os avós estão presentes ela tenta por tudo ter a atenção. 

Todas as minhas dúvidas sobre a reacção dela estavam certas.

Eu dizia que ela iria aceitar bem o bebé e gostar dele, o problema dela seria com o dono e ter de dividir essa atenção. CHECK 

Coisas que ainda não consegui resolver e que me preocupavam na gravidez e cada vez mais me sinto perdia... o pêlo. 

Não sei o que fazer a tanto pêlo, ela tem pêlo curto, mas larga muito, o chão por mais aspirado que seja tem sempre pêlos, é inevitável.

Ou aspiro todos os dias de meia em meia hora, ou então não hã volta a dar.

Se houver ideias, partilhem estou a precisar.